Peniscopia

colposcopiaINTRODUÇÃO

Há uma grande polêmica em se indicar peniscopia e/ou swab genital para o diagnóstico de HPV, uma vez que o segundo evidencia, inclusive, infecções latentes, sendo portanto, um bom método para identificar reservatórios e não apenas infecções ativas. Poe exemplo: Swab positivo com peniscopia negativa = infecção latente; Swab negativo com peniscopia positiva = lesões antigas e/ou sub avaliação com swab.

Além dessas situações, temos o fato de que, para o tratamento adequado, devemos saber o tipo de lesão e sua localização e extensão, ficando claro a importância da peniscopia e que os exames de swab não devem ser realiados de maneira rotineira.

INDICAÇÕES

  • Parceiros de mulheres com HPV e neoplasia de colo uterino
  • Pacientes com balanopostite ou outras doenças sexualmente transmissíveis
  • Verrugas genitais
  • Múltiplas parceiras

TÉCNICA DO EXAME

A peniscopia segue quatro tempo:

  • 1) Exame a olho nú
  • 2) Pênis e região escrotal é envolta por gaze embebida em ácido acético 5%
  • 3) Pênis e região escrotal são analisadas com o auxilio do colposcópio
  • 4) Realização de biópsias dirigidas sob analgesia local.